Polícia Federal pede prisão preventiva de vigilante suspeito de atirar em aluno

pixacao Polícia Federal pede prisão preventiva de vigilante suspeito de atirar em aluno

De acordo com um agente da Polícia Federal ouvido pela reportagem, Reinaldo será autuado por tentativa de homicídio

A Polícia Federal (PF) já pediu a prisão preventiva do vigilante suspeito de terbaleado um estudante dentro do campus da Escola Politécnica, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador.

1CMP Polícia Federal pede prisão preventiva de vigilante suspeito de atirar em aluno

De acordo com a polícia, o pedido foi feito na noite de quinta-feira (11), dia em que aconteceu o caso. Até o momento, ele não se apresentou na sede da PF e não foi encontrado pela equipe de investigadores.

Ssegundo a polícia, o pedido de prisão preventiva do suspeito é a forma de garantir a ordem pública. O inquérito deve durar 10 dias após a prisão do vigilante. Há possibilidade do suspeito responder em liberdade.

O estudante Daniel Sodré Vinícius Baltazar da Silveira, 28 anos, foi transferido do Hospital Geral do Estado (HGE) para o Hospital do Subúrbio. Segundo informações da Secretaria de Saúde da Bahia, Daniel sofreu uma fratura no ombro e passou por tomografia.

De acordo com a Universidade Federal da Bahia, a empresa terceirizada, responsável pelo vigilante, foi acionada a fim de fornecer informações sobre o incidente.

O vigilante responsável pelo disparo alegou que Daniel Balthazar estaria pichando um muro e correu ao ser abordado. A situação ocorreu por volta do meio-dia, na escadaria que liga a Escola Politécnica da UFBA, no bairro da Federação, ao campus do bairro de Ondina.

Conforme a UFBA, o vigilante disse que efetuou o disparo com o objetivo de que o tiro fosse para o alto, a fim de fazer o estudante parar de correr. Segundo a assessoria de imprensa da UFBA, a ação do guarda não está de acordo com a orientação da instituição, que pede uso de arma só em casos de absoluta defesa.

Aluno da Ufba é transferido para Hospital do Subúrbio; vigilante está foragido

O estudante Daniel Sodré Benício Balthazar da Silveira, de 28 anos, foi transferido às 11h45 de ontem do Hospital Geral do Estado (HGE), onde havia dado entrada na tarde de quinta-feira, para o Hospital do Subúrbio, segundo informou a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

 

A assessoria do Hospital do Subúrbio informou que Daniel estava lúcido e o quadro dele era estável na tarde de ontem. Ele estava sendo acompanhado pela equipe de ortopedia do hospital e passaria por cirurgia, entre ontem e hoje, para a retirada da bala, alojada no ombro.

Durante todo o dia de ontem, a Polícia Federal, responsável pelo caso, não foi localizada para falar sobre o andamento das investigações, nem se o vigilante Reinaldo Conceição — apontado como autor do disparo — havia sido preso.

No entanto, o diretor de Formação do Sindicato dos Vigilantes da Bahia (Sindvigilantes-BA) Cláudio Santos disse que, até o final da tarde de ontem, Reinaldo ainda não tinha se apresentado à Polícia Federal.

De acordo com um agente da PF ouvido pela reportagem, Reinaldo será autuado por tentativa de homicídio. Na quinta-feira, logo após atingir o estudante Daniel com um tiro no ombro, depois de o jovem pichar um muro na Escola Politécnica, o vigilante entregou a arma na recepção da Ufba e fugiu.

Confira abaixo nota oficial divulgada pela UFBA nesta sexta-feira:

“A comunidade da Universidade Federal da Bahia, na manhã desta quinta-feira, foi surpreendida pela ocorrência de disparos realizados por vigilante da empresa MAP, responsável pela segurança nos campi, que atingiram o estudante Daniel Sodré Vinícius Baltazar da Silveira, do curso de Ciências Sociais.

A reitoria da UFBA, tão logo tomou conhecimento do acontecido, mobilizou-se para prestar assistência ao estudante e à sua família. O reitor, João Carlos Salles, estando em Brasília, solicitou e acompanhou todas as providências tomadas. Daniel foi acompanhado ao HGE pelo Vice-Diretor da Escola Politécnica,  Geraldo Nunes de Queiroz, pela Pró-Reitora de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil, Cássia Virginia Maciel, e pelo Vice-Reitor eleito,  Paulo César Miguez.

A Universidade imediatamente convocou a Polícia Federal para a devida apuração dos fatos e, ao longo da tarde, dialogou com as lideranças estudantis que enviaram representantes ao HGE. Também acionou a empresa MAP em busca de melhor elucidar este lamentável incidente com vistas a prestar esclarecimentos à sua comunidade e à população através da imprensa.

Desde já, enfatizamos que o estudante não corre risco de vida. E, por decisão da família, será transferido para o Hospital da Bahia, onde dará prosseguimento ao seu tratamento”.

 

Fontes:

http://www.correio24horas.com.br/

G1.com

 Polícia Federal pede prisão preventiva de vigilante suspeito de atirar em aluno
Você pode deixar uma resposta, ou Rastrear a partir de seu próprio site.

Deixe uma resposta

Google+
Powered by WordPress | Designed by: Premium Themes. | Thanks to Juicers, Free WP Themes and
Shares
http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/fb.png http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/INT.png http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/sch-2.png http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/tw.png http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/you.png