Bandidos mata vigilante de escolta armada e rouba carga de R$ 1,6 milhão

 

caminhao   g1 Bandidos mata vigilante de escolta armada e rouba carga de R$ 1,6 milhão

Vigilante de escolta armada foi levada ao Hospital da Unicamp, mas não resistiu aos ferimentos

Um vigilante de 31 anos morreu na madrugada desta quinta-feira (18), em Campinas (SP), após ser baleado durante um roubo a carga de componentes eletrônicos avaliada em R$ 1,6 milhão na Rodovia Adhemar Pereira de Barros (SP-340) – que liga o município a Mogi Mirim (SP). Wellington Braz Santos Martins foi socorrido ao Hospital de Clínicas da Unicamp pelo resgate da concessionária responsável pelo trecho, mas não resistiu aos ferimentos.

1CMP Bandidos mata vigilante de escolta armada e rouba carga de R$ 1,6 milhão

O motorista do veículo relatou à Polícia Rodoviária que o caminhão foi fechado por um carro modelo Vectra na altura do bairro Bananal, onde estavam quatro homens armados. Segundo a vítima, de 51 anos, um deles entrou no veículo pela janela do passageiro e fez ameaças para que ele dirigisse até uma rua de terra no bairro. No local, relatou o motorista, outros oito homens encapuzados aguardavam para ajudar a transferir os produtos para outro caminhão.

A vítima contou que o crime levou em torno de 15 minutos e, após fim da transferência, ele foi obrigado a permanecer deitado no matagal. A quadrilha fugiu, mas o caminhão da vítima foi deixado no local. Na sequência, o motorista recebeu auxílio de um caminhoneiro que passava pelo local e disse ter sido abordado antes dele, mas que não foi roubado.

Destino da carga

Durante registro do boletim de ocorrência, o motorista disse à Polícia Civil que um vigilante responsável por escoltar a carga foi obrigado a ajudar o grupo na transferência dos eletrônicos. Em relação à Martins, ele disse aos investigadores que desconhece as circunstâncias em que o rapaz foi baleado, uma vez que ele estava longe do caminhão.

A carga seria levada pela empresa Flextronics para a Motorola, em Jaguariúna (SP). A diretoria da Flextronics informou à EPTV, afiliada da TV Globo, que lamenta a morte do vigilante contratado por uma empresa terceirizada e que colabora com as investigações. Já a assessoria de imprensa da Motorola confirmou que a carga de eletrônicos é de uma empresa terceirizada.

Investigações

O caso foi registrado como roubo pelo 4º Distrito Policial de Campinas, no Taquaral, mas as apurações serão feitas pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da cidade, além da DIG de Mogi Guaçu. Nenhum suspeito foi preso e também não houve recuperação da carga.

De acordo com a Setec, Martins será enterrado no Cemitério Parque das Acácias, em Itatiba.

 

 Bandidos mata vigilante de escolta armada e rouba carga de R$ 1,6 milhão
Você pode deixar uma resposta, ou Rastrear a partir de seu próprio site.

Deixe uma resposta

Google+
Powered by WordPress | Designed by: Premium Themes. | Thanks to Juicers, Free WP Themes and
Shares
http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/fb.png http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/INT.png http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/sch-2.png http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/tw.png http://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/you.png