Uma vigilante de 43 anos foi encontrada morta, na manhã desta segunda-feira (20), em cima da cama do próprio quarto em Cariacica. A residência fica localizada em Retiro Saudoso. Maria da Penha Boldrini Silva estava com a camisola rasgada e apresentava um ferimento na cabeça. De acordo com perícia, ela foi atingida por uma paulada e teve aprofundamento de crânio no lado esquerdo da cabeça. O corpo foi encontrado por volta das 7h30 pelo pedreiro que trabalha em uma obra na residência da vigilante. No momento do crime, ela estava sozinha em casa. O pedaço de madeira utilizado no crime foi encontrado por agentes nas dependências da casa. Segundo a polícia, não havia qualquer vestígio de violência sexual. O marido de Maria da Penha estava de viagem e, de acordo com investigadores, retornou a Cariacica na manhã desta segunda-feira. A polícia ainda não tem pistas da identidade do criminoso e do que teria motivado o crime. O assassinato está sendo investigado pela Divisão de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Cariacica. A vítima estava em cima da própria cama. Embaixo do travesseiro, a polícia encontrou um revólver calibre 32 municiado que não chegou a ser disparado. Maria da Penha não tinha porte de arma. O pedaço de madeira utilizado no crime estava na residência e era utilizado na reforma. O pedreiro prestou depoimento à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e foi liberado. A vítima, de acordo com a polícia, morava sozinha na casa. A Polícia Civil investiga o crime. Por enquanto, não há suspeitos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.