Operação fecha 50 empresas de segurança privada no Rio Grande do Sul

Rio Grande do Sul - A Polícia Federal (PF) realizou, nesta semana, uma operação com o objetivo de fiscalizar empresas irregulares e clandestinas que atuam no setor de segurança privada, no Rio Grande do Sul. De acordo com a PF, em quatro dias, foram vistoriadas 35 agências bancárias, 70 empresas de vigilância e 30 casas noturnas. Entre as empresas, 50 foram autuadas como clandestinas e foram fechadas. A operação, denominada Varredura, foi realizada com base em investigações e denúncias e contou com a participação de 100 policiais federais, abrangendo mais 13 delegacias do interior do Estado. Segundo a PF, qualquer empresa de segurança privada deve ter autorização para exercer suas funções. As empresas autuadas terão 10 dias para recorrer. No Estado existem 117 empresas de segurança privada e dez escolas de formação de vigilantes, além de 35 mil funcionários na função.

Deixe uma resposta