Um dos componentes básicos do planejamento são os objetivos. Estes consistem em uma descrição clara dos resultados que se pretendem alcançar. Podemos compreender a importância dos objetivos através de uma fábula criada por Robert Mager. Diz a fábula: Certa vez um Cavalo-Marinho pegou suas economias e saiu em busca da fortuna. Não havia andado muito, quando encontrou uma Águia que lhe disse: ‘Bom amigo. Para onde vai? ‘Vou à busca da fortuna’, respondeu o Cavalo-Marinho com muito orgulho. ‘Está com sorte, disse a Águia. ‘Pela metade do seu dinheiro deixo que leve esta asa, para que possa chegar mais rápido’. ‘Que bom!’, disse o Cavalo-Marinho. Pagou-lhe, colocou a asa e saiu como um raio. Logo encontrou uma Esponja, que lhe disse: ‘Bom amigo. Para onde vai com tanta pressa?’ ‘Vou à busca da fortuna’, respondeu o Cavalo Marinho. ‘Está com sorte’, disse a Esponja. ‘Vendo-lhe este scootter de propulsão por muito pouco dinheiro, para que chegue mais rápido’. Foi assim que o Cavalo-Marinho pagou o resto do seu dinheiro pelo scootter e sulcou os mares com velocidade quintuplicada. De repente encontrou um Tubarão que lhe disse: ‘Para onde vai, meu bom amigo?’ ‘Vou à busca da fortuna’, respondeu o Cavalo Marinho. ‘Está com sorte. Se tomar este atalho’, disse o Tubarão, apontando para sua enorme boca, ‘ganhará muito tempo’. ‘Está bem, eu lhe agradeço muito’, disse o Cavalo-Marinho, e se lançou ao interior do Tubarão, sendo devorado. A moral da fábula pretende fazer o seguinte alerta: Se você não tem certeza para onde ir, pode acabar indo para onde não pretendia. Assim, o planejador precisa definir de pronto os seus objetivos, senão poderá ser engolido pelo Tubarão das incertezas. Referência: MAGER, R.F. Objetivos para o ensino efetivo. RJ – SENAI – DE, 1972. http://blogdoprofessorlampert.blogspot.com.br

Leave a Reply

Your email address will not be published.