Secretaria Penitenciária diz que Vigilante suspeito de fazer sexo com Detenta foi afastado, em Santa Helena de Goiás.

Polícia afirma que mulher consentiu relação, e crime sexual foi descartado.

Um vigilante penitenciário temporário, de 28 anos, é suspeito de fazer sexo com uma detenta dentro do Presídio de Santa Helena de Goiás, no sudoeste do estado. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Sapejus), o fato aconteceu na última quinta-feira (28) e o servidor está afastado das funções. O funcionário trabalhava na unidade há cerca um ano e, segundo a secretaria, estava de plantão quando aconteceu o ato sexual, nas dependências da penitenciária. Uma sindicância foi instaurada e o caso foi denunciado à Polícia Civil. O delegado responsável pelo caso, Carlos Roberto Batista, informou que o vigilante já era investigado há cerca de dois meses e que a detenta consentiu a relação, descartando a prática de crime sexual. "Ela foi encontrada fora da cela durante uma fiscalização e relatou sobre o ato. Mas em depoimento negou que tenha sido forçada por ele ou recebido qualquer benefício. Sendo assim, foi consentido", disse ao G1. Mesmo assim, segundo o delegado, o servidor teve uma conduta irregular e isso será devidamente apurado. "Pelo menos uma infração administrativa ele cometeu. Mas, além disso, encontraram um detento dormindo na ala feminina. Se ficar comprovado que ele dava privilégios a ele, poderá responder criminalmente por corrupção e prevaricação", explicou Batista. A Sapejus diz que o vigilante terá direito à defesa, mas pode ter o contrato de trabalho anulado. A mulher também será ouvida pela sindicância para esclarecimento dos fatos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.