Polícia prende vigilante que simulou roubo de armas de empresa de segurança privada

O Vigilante trabalhava como vigilante que simulou ter sido assaltado para roubar três armas de uma empresa local Por volta das 19h30 desta quinta-feira (14), agentes da delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), de Erechim, prenderam preventivamente um homem de 28 anos, cujo nome não foi divulgado, contra o qual havia um mandado de prisão preventiva expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Erechim. Conforme a Defrec, o preso trabalhava como vigilante para uma empresa de segurança no município de Erechim. No dia 15/04/2015, J.P. procurou a Polícia Civil e registrou uma ocorrência policial se dizendo vítima de um roubo, ocorrido naquela data, em seu local de trabalho, a estação de tratamento de água da Aurora de Erechim, sendo que, na ocasião, conforme a versão por ele apresentada, os autores do crime, teriam levado três revólveres e dois coletes balísticos pertencentes à empresa de segurança que trabalhava. No registro, afirmou ter sido abordado e rendido no local em que prestava seus serviços de vigilante, por dois indivíduos armados e que, na sequência, subtraíram as armas de fogo e os coletes. No curso da investigação, a Defrec conseguiu descobrir e comprovar que, na verdade, o vigilante J.P. simulou o roubo, ou seja, forjou o crime, efetuando um registro policial de um delito que jamais ocorreu, pois, segundo a apuração, foi o próprio J.P. que furtou os objetos da empresa de segurança e depois registrou uma falsa comunicação de crime na Delegacia. Ainda durante a investigação, no dia 26/04/2015, a Polícia conseguiu recuperar um colete balístico em poder de D.K.R., o qual foi preso em flagrante, naquela data, por receptação. Apesar das duas prisões realizadas pela Defrec, as investigações prosseguem objetivando encontrar os demais objetos furtados e identificar, eventualmente, novos envolvidos no crime. De acordo com o delegado Gustavo Ceccon, titular da Defrec, o criminoso tentou induzir a Polícia e o Poder Judiciário em erro, simulando um assalto para confundir e direcionar a investigação para outros rumos com o fim de que não fosse descoberto o que realmente ocorreu no caso: “Não deu certo e hoje ele está preso", destacou Ceccon. Após os trâmites burocráticos realizados na Delegacia de Polícia, J.P. foi conduzido ao Presídio Estadual de Erechim onde se encontra à disposição da Justiça.
Você pode deixar uma resposta, ou Rastrear a partir de seu próprio site.

Deixe uma resposta

Google+
Powered by WordPress | Designed by: Premium Themes. | Thanks to Juicers, Free WP Themes and
Shares

“Ebook Grátis 20 Dicas para ser um Vigilante de Sucesso + Dica incrível de como conseguir sua vaga de EMPREGO.”

Baixe o seu agora
Esse Ebook vai te ajudar a:

  • Desempenhar melhor sua função.
  • Ser mais respeitado como profissional.
  • Conseguir uma possível promoção.
  • Conseguir uma vaga de emprego.
%d blogueiros gostam disto:
https://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/fb.png https://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/INT.png https://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/sch-2.png https://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/tw.png https://vigilanteqap.com.br/loja2/wp-content/uploads/2016/07/you.png