Rio - Parecia cena de filme de ação, mas um assalto real, com reféns e tiroteio, aconteceu nesta terça-feira à tarde na Taquara. Seis bandidos armados invadiram uma agência da Caixa Econômica Federal e fizeram 24 clientes ou funcionários e três vigilantes reféns. A ação terminou com um preso e um arma de brinquedo apreendida, após a entrada de agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) no local. Todas as vítimas foram libertadas e pelo menos cinco bandidos conseguiram escapar. A tentativa de assalto aconteceu por volta das 16h30 na agência da Praça Jauru. Segundo PMs, todos os bandidos entraram no banco usando armas de plástico, para não travar o detector de metais da porta giratória. Dentro da agência, renderam os vigilantes e pegaram suas armas. Um funcionário do banco conseguiu acionar a Polícia Militar, que enviou equipes do 18º BPM (Jacarepaguá). Quando os PMs cercaram o estabelecimento, cinco criminosos tentaram fugir e trocaram tiros com os policiais. Houve pânico de pedestres e passageiros de ônibus que passavam pelo local. Um Clio, estacionado na rua, foi atingido por disparo. Um coletivo da linha 889A (Sulacap-Alvorada), teve a lataria e vidros perfurados. Ninguém ficou ferido. Peritos examinaram o veículo no local. Baleado, um ladrão fugiu de moto, segundo testemunhas. Os outros quatro também escaparam do cerco. O Grupo de Resgate e Retomada do Bope chegou e entrou na agência. Os policiais identificaram um suspeito que se passava por cliente.
Polícia cercou agência e agentes do Bope colocaram todos no chão, até que o suspeito fosse identificado, misturado entre os clientes
Com o criminoso, foi apreendida uma pistola calibre 40 (pode ter sido tomada de um vigilante) e uma mochila com dinheiro roubado do banco. De acordo com o comandante do 18º BPM (Jacarepaguá), tenente coronel Rogério Figueiredo, ao todo três armas, sendo dois revólveres e uma pistola, foram apreendidas. Os ‘caveiras’ fizeram triagem entre os reféns para tentar identificar mais suspeitos. Todos as 27 pessoas que estavam na agência foram levadas para a sede da Polícia Federal, na Praça Mauá, em um ônibus, onde seriam identificados e prestariam depoimento. Até o fim da noite de terça-feira, ninguém havia saído da delegacia. Crime foi retratado em filme A ação dos bandidos na agência da Caixa Econômica poderia ter sido inspirada na ficção. No filme americano ‘O Plano Perfeito’, quatro assaltantes se misturam aos clientes para desorientar e confundir os agentes de segurança.

Leave a Reply

Your email address will not be published.