Vigilante aborda homem com mochila e encontra quase 6 kg de maconha

A droga apreendida pelo Vigilante foi entregue na Delegacia, onde na soma total pesou 5,679 Kg .

Na noite de Domingo, (04), a entrada de funcionários em uma empresa do ramo de maçãs, era monitorada por um vigilante, o qual observava para coibir a entrada de bebidas alcoólicas nos alojamentos de funcionários, contratados para a colheita da fruta.

Em determinado momento, uma mochila sendo transportada por um homem adentrando o portão, chamou a atenção e o vigilante, deu voz de parada. O homem, quis reagir, evitando que a mochila fosse revistada, mas houve a ação mesmo contra a vontade do mesmo e de imediato ao abrir a mochila, foi constatado uma porção fracionada, com aproximadamente metade de um tablete de maconha. 

Um segundo vigilante foi chamado para o apoio. Quando retirado alguns plásticos, foi  verificado a existência de 6 tabletes inteiros de maconha que estavam sendo levados para o alojamento. O homem foi imobilizado no local, conduzido a uma guarita e a Policia Militar deslocou rapidamente as guarnições de serviço e uma equipe do setor de inteligência para realizar a prisão.

Durante conversa, o homem de origem indígena, natural de Paranhos- MS, contou que a droga pertencia a um colega de trabalho, sendo este posteriormente identificado e preso. Os detidos alegaram que é natural o consumo da droga entre os indígenas, porém, não conseguiram convencer a Policia Militar que os conduziram até a Central Regional de Plantão Policial em Videira, onde o flagrante foi apresentado ao plantão da Policia Civil.

A droga apreendida foi entregue na Delegacia, onde na soma total pesou 5,679 Kg .

Com os acusados, houve ainda a apreensão de um cheque preenchido e uma certa quantidade em dinheiro, tudo devidamente qualificado e entregue na delegacia para os procedimentos cabíveis.

Ambos os presos de 27 e 50 anos de idade, ficaram a disposição da justiça, aguardando a audiência de custódia.

Fonte: Reportagem e Imagens: Genauro Stefanski/Espião Noticias

 

Deixe uma resposta